sáb., 03 de abr. | Concerto Online - https://youtu.be/g-p0ieO1

BACH BRASIL #8 - Concerto de Páscoa

O Concerto de Páscoa da série Bach Brasil traz uma seleção de árias, corais e sinfonias das cantatas e paixões relacionadas à Páscoa, com a ilustre participação do contratenor Paulo Mestre e comentários do prof. Ronel Alberti da Rosa.
O registro está fechado
BACH BRASIL #8 - Concerto de Páscoa

Horário e local

03 de abr. 19:00
Concerto Online - https://youtu.be/g-p0ieO1

Sobre o evento

Link para o Concerto de Páscoa: https://www.youtube.com/watch?v=g-p0ieO16LU&t=1266s

O Concerto de Páscoa da série Bach Brasil traz uma seleção de árias, corais e sinfonias das cantatas e paixões relacionadas à Páscoa, com a ilustre participação do contratenor Paulo Mestre e comentários do prof. Ronel Alberti da Rosa. Além das obras vocais, a orquestra regida por Fernando Cordella trará peças solo para cravo e violoncelo.

Interessado em ser um apoiador do projeto? Acesse: https://www.bachbrasil.com/apoie

Assista a mais concertos da Bach Society Brasil: https://www.bachbrasil.com/videos

Para ser notificado sobre os próximos concertos, inscreva-se em

https://www.bachbrasil.com/

Este é o oitavo concerto da série Bach Brasil, da Bach Society Brasil.

PROGRAMA

JOHANN SEBASTIAN BACH (1685 – 1750)

- Sinfonia da Cantata “Christ lag in Todesbanden” BWV 4

- Erbarme dich, mein Gott, da Paixão segundo São Mateus BWV 244

- Prelúdio da Suite para Violoncelo No.2 em Ré menor BWV 1008

- Aria das Variações Goldberg BWV 988

- Es ist vollbracht, da Paixão segundo São João BWV 245

- Wir essen und leben wohl, coral da Cantata “Christ lag in Todesbanden” BWV 4

- Aleluia, do Moteto “Lobet den Herrn” BWV 230

Cíntia De Los Santos, soprano

Paulo Mestre, contratenor

Flávio Leite, tenor

Mauro Pontes, baixo

Giovani dos Santos, violino barroco

Marcio Cecconello, violino barroco

Leonardo Bock, viola barroca

Diego Biasibetti, violoncelo barroco e viola da gamba

Alexandre Ritter, violone

Fernando Cordella, cravo e direção musical

BIOGRAFIAS

PAULO MESTRE, contratenor

Natural de Curitiba, Paulo Mestre desenvolveu importante carreira como solista, destacando-se em apresentações internacionais em diversas cidades da França, Alemanha, Estados Unidos, Canadá, Israel, Portugal, Costa Rica, Uruguai, Argentina entre outros.

Vem atuando também como solista junto a importantes orquestras como a OSESP, Orquestra do Theatro Municipal de São Paulo, Orquestra da USP, Sinfônica do Rio de Janeiro, Orquestra Petrobrás, Orquestra da Paraíba, OSPA, entre outras. Foi dirigido por Marin Alsop, Roberto Minczuk, Silvio Viegas, Julio Moretzsohn, Carlos Prieto, Aylton Escobar, Cristina Banegas, Ricardo Kanji, Homero Magalhães Filho, Manfredo Kraemer, Nicolas Rauss e Nicolau Figueiredo.

Foi protagonista da ópera “Orfeu” de Gluck em Mendoza, como Speranza no “Orfeu” de Monteverdi no Rio de Janeiro e em Curitiba como Ptolomeu na Ópera ”Júlio César” de Haendel. Na ópera Acteon de Charpentier em Curitiba, Dido e Aeneas com a Cia Minaz.

Participou de gravações com a Camerata Antiqua de Curitiba, com o grupo Calíope do Rio de Janeiro, com o Festival de Juiz de Fora, com Roberto de Regina e recentemente com o Coral e Percussão da OSESP.

FERNANDO CORDELLA, cravo

Fernando Cordella é considerado um dos principais cravistas de sua geração na América Latina. Maestro e diretor artístico da Sociedade Bach Porto Alegre. Recebeu em São Paulo, o prêmio TOYP JCI como a figura mais expressiva no Brasil do ano de 2015, na categoria “Êxito Cultural”.

Tem atuado como solista e maestro convidado nas principais orquestras do Brasil e exterior, em projetos com: Luis Otávio Santos, Peter van Heyghen, Nathalie Stutzmann, Olivia Centurioni, Roman Garrioud, Michaela Comberti, Bart Naessens, Rodolfo Richter, entre outros.

É coordenador da Oficina de Música Barroca da Escola Municipal de Música de São Paulo e professor da Classe de Cravo da mesma instituição – Fundação Theatro Municipal de São Paulo. Pianista de formação, teve sua orientação com a pianista brasileira Dirce Knijnik e mais tarde na Universidade Federal do Rio Grande Sul com o Prof. Dr. André Loss. No cravo, Nicolau de Figueiredo foi o seu principal mestre.

Vencedor do Prêmio Açorianos 2011 como melhor intérprete pelo disco “CRAVOS – de Frescobaldi a Mozart”.

MECENAS

Arthur Hertz Fábio Ramos Fernando de Abreu e Silva Gilberto Schwartsmann Nelson S. Dvoskin Sonia Pacheco Sirotsky

APOIADORES

Alexandre Ritter, Alexandre Schmidt Nanni, Annibal Carneiro, Bernardo Frederes Alcalde, Clarisse Schneider, Fernanda Chiarello Stedile, Flávio Shansis, João Paulo Bittencourt Cardozo, Jonas Badermann de Lemos, Katia Mônaco, Linjie Zhang, Marcello André Barcinski, Marcelo Goldani, Marcelo Gus, Maria Alice Buchele Bechtel, Maria Luiza Cestari, Maria Teresa de Mello Xavier, Mauro Pontes, Raul Hartke, Regina Orgler Sordi, Ricardo Arnt, Ricardo Barberena, Ricardo Barbosa Lima Faria Corrêa, Sergio Lewkowicz, Terezinha Licks, Valeska Fasolo

CRÉDITOS

Um concerto da série Bach Brasil 2021, da Bach Society Brasil.

Direção artística e cravo: Fernando Cordella

Direção audiovisual e de comunicação: Caio Amon Equipe de vídeo: Mauricio Casiraghi, Pedro Locatelli, Arion Engers e Deise Hauenstein.

Direção executiva: Fábio Ramos

Engenharia de som: Fabiano Cordella Direção de produção: Ilton Carangacci

Produtora: EROICA_conteúdo

Financiamento:

PUCRS

Mecenas e apoiadores da Bach Society Brasil

Apoio:

Goethe Institut Porto Alegre

EROICA música

Ingressos
Preço
Qtd
Total
  • Link do Concerto
    R$0
    R$0
    0
    R$0
TotalR$0

Compartilhe esse evento