sáb., 01 de mai. | https://youtu.be/2rwmMMJ82mM

BACH BRASIL #9 - Suíte & Partita Solo

O Concerto Suite & Partita Solo da série Bach Brasil traz um belíssimo programa com obras para violino e violoncelo barroco, com performances de época de Diego S. Biasibetti (violoncelo barroco) e Giovani dos Santos, (violino barroco). Imperdível!
O registro está fechado
BACH BRASIL #9 - Suíte & Partita Solo

Horário e local

01 de mai. 19:00
https://youtu.be/2rwmMMJ82mM

Sobre o evento

Link do concerto: https://youtu.be/2rwmMMJ82mM

O Concerto Suite Solos da série Bach Brasil traz um belíssimo programa com obras para violino e violoncelo, com a presença de Diego Biasibetti (violoncelo barroco) e Giovani dos Santos, (violino barroco). Além do programa com obras de Bach, teremos a ilustre presença do presidente da Bach Society Brasil, Gilberto Schwartsmann e comentários do cravista e do nosso diretor musical Fernando Cordella. Você pode assistir o Concerto #9 com o seu programa em mãos, clique aqui.

Este é o nono concerto da série Bach Brasil, da Bach Society Brasil.

Diego S. Biasibetti, violoncelo barroco

Giovani dos Santos, violino barroco

Abertura: Gilberto Schwartsmann

Comentários: Fernando Cordella

PROGRAMA

JOHANN SEBASTIAN BACH (1685 – 1750)

Suite para violoncelo No.1 em Sol Maior BWV 1007

- Prelude

- Allermande

- Courante

- Sarabande

- Menuet I e II

- Gigue

Partita para violino No.3 em Mi Maior BWV 1008

- Preludio

- Loure

- Gavotte en rondeau

- Menuet I e II

- Bourrée

- Gigue

DIEGO S. BIASIBETTI, violoncelo barroco

Formado pela Hochschule für Künste (Escola Superior de Artes – Bremen – Alemanha) em Violoncelo Barroco com a Prof. Viola de Hoog, em Viola da Gamba com a Prof. Hille Perl e pela UFRGS em Regência Coral com o Prof. Dr. Joceley Bohrer, teve sua formação violoncelística iniciada com André Wentz em Caxias do Sul e posteriormente com Alexandre Diel.

Seu apreço pela Música Antiga fez com que começasse a freqüentar diversos Masterclasses tais como Anatoli Krastev (Bulgária), Mime Yamahiro (Japão), Gaetano Nasillo (Itália), Juan Manuel Quintana (Argentina/Suíça), Sérgio Álvares (Brasil/Suíça), Philippe Pierlot (Bélgica) e Mariane Müller (França).

Participou da gravação dos CDs do 18º, 19º, 20º e 21º Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga, sob direção de Luis Otávio dos Santos. Em março de 2009, participou da produção da Ópera La Didone de Francesco Cavalli tocando Viola da Gamba e Violone; e em Janeiro de 2010, com o Balthasar Neumann Ensemble, da produção da Ópera L’Incoronazione di Poppea de Claudio Monteverdi no Theater an der Wien, em Viena na Áustria, tocando Violone sob a direção musical de Christoph Molds. Foi de 2008 a 2009 professor de Violoncelo e regente da Orquestra Jovem da Kreismusikschule em Diepholz – Alemanha. Em 2010 foi regente assistente do Mto. Manfredo Schmiedt no Coro Sinfônico da OSPA. Foi professor de Violoncelo no I, II e III Festival Internacional SESC de Música de Pelotas. Participou em 2011 com a orquestra alemã Die Kölner Akademie na Turnê pela América do Sul, sob direção de Michael Alexander Willens. Foi ainda solista com a Orquestra Unisinos-Anchieta e a Orquestra Sinfônica da UCS, e em agosto de 2014 foi o regente convidado no 11o Concerto Oficial da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre - OSPA. Desde 2010 atua como regente assistente do Mto. Manfredo Schmiedt na OSUCS – Orquestra Sinfônica da UCS com a qual tem dirigido diversos concertos da série Quinta Sinfônica.

Foi regente do Projeto Ópera na UFRGS tendo dirigido as óperas Dido e Enéias de Henry Purcell, L’Orfeo de Claudio Monteverdi, A Bela e Fiel Ariadne de Johann Gottfried Conradi e a montagem cênico-musical Missa do Orfanato (W.A. Mozart), Tempos de Solidão.

Sua carreira na Europa é marcada como regente do Coro Da Capo na cidade de Syke, participação em grupos como Concerto Copenhagen, Die Kölner Akademie, Asfelder Vocal Ensemble, Balthasar Neumann Ensemble, Kammer Sinfonie Bremen e Bremer Barock Consort.

Foi violoncelo solista nas extintas Orquestra Unisinos-Anchieta e OSUCS – Orquestra Sinfônica da UCS.

Atualmente é violoncelo solista na Orquestra Sinfônica de Porto Alegre e regente do Porto Alegre Consort.

GIOVANI DOS SANTOS, violino barroco

Giovani dos Santos é um dos mais proeminentes violinistas da região Sul do Brasil, se destacando tanto no violino moderno quanto barroco. Atua nas principais orquestras do RS desde 2008 e atualmente integra a Sphaera Mundi Orquestra, Orquestra de Câmara da ULBRA e Orquestra de Câmara Theatro São Pedro.

Foi vencedor no Concurso Jovens Solistas da FUNDARTE 2010, convidado por Leon Spierer (spalla da Filarmônica de Berlim 1963-93) para o Deutsch-Skandinavische Jugend-Philharmonie 2011 em Berlim, bolsista integral do Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão 2015 e spalla da Orquestra Acadêmica do Festival Internacional SESC de Música de Pelotas em 2013 e 2018.

Iniciou seus estudos no violino moderno em Santa Cruz do Sul, junto à Orquestra da UNISC, com Fausto Kothe. Teve seu Bacharel em Violino iniciado na UFSM sob orientação de Yara Quercia Vieira e finalizado na UFRGS com Hella Frank e Fredi Gerling. Posteriormente, estudou com Emmanuele Baldini (spalla da OSESP) em São Paulo e em diversos festivais de música pelo Brasil.

Como violinista barroco iniciou sua busca pela expressão artística através deste instrumento por influência de Rodrigo Calveyra em 2007. Participou de alguns festivais de música especializados em música antiga e aulas particulares, onde teve orientação de Luís Otávio Santos, Rodolfo Richter, Rebecca Huber, entre outros. Frequentemente integra e grava com grupos de música de câmara dirigidos por Fernando Cordella.

MECENAS

- Arthur Hertz

- Fabiano Saraiva

- Fábio Ramos

- Fernando de Abreu e Silva

- Gilberto Schwartsmann

- Nelson S. Dvoskin

- Sonia Pacheco Sirotsky

APOIADORES

- Alexandre Ritter

- Alexandre Schmidt Nanni

- Annibal Carneiro

- Bernardo Frederes Alcalde

- Camilla de Paula

- Clarisse Schneider

- Debora Gomes

- Erica Schultz

- Fernanda Chiarello Stedile

- Flávio Shansis

- João Paulo Bittencourt Cardozo

- Jonas Badermann de Lemos

- Katia Mônaco

- Linjie Zhang

- Marcello André Barcinski

- Marcelo Goldani

- Marcelo Gus

- Marcia Ferreira

- Maria Alice Buchele Bechtel

- Maria Luiza Cestari

- Maria Teresa de Mello Xavier

- Mauro Pontes

- Raul Hartke

- Regina Orgler Sordi

- Ricardo Arnt

- Ricardo Barberena

- Ricardo Barbosa Lima Faria Corrêa

- Sergio Lewkowicz

- Silvio de Paula

- Terezinha Licks

- Valeska Fasolo

CRÉDITOS

Um concerto da série Bach Brasil 2021, da Bach Society Brasil.

Direção artística: Fernando Cordella

Direção audiovisual e de comunicação: Caio Amon

Direção de produção: Ilton Carangacci

Direção executiva: Fábio Ramos

Engenharia de som: Fabiano Cordella

Equipe de comunicação: Mariana Rosa e André Varella

Equipe de vídeo: Arion Engers

Produtora: EROICA conteúdo

Assistente de áudio: Graziele Huning

Presidente da Bach Society Brasil: Gilberto Schwartsmann

Apoio Institucional: Goethe Institut Porto Alegre Biblioteca Pública do Estado do Rio Grande do Sul

Financiamento: Mecenas e apoiadores da Bach Society Brasil

Ingressos
Preço
Qtd
Total
  • Link do Concerto
    R$0
    R$0
    0
    R$0
TotalR$0

Compartilhe esse evento